Pode crer, é sagitário

Se o abraço é apertado, o conselho é bem dado e o passo é ritmado, pode crer: é sagitário. Signo de gente de personalidade forte que leva a vida como bem entender e se resguarda o direito de mudar de opinião. O amigo da roda que tá sempre presente, o arroz-de-festa e a companhia certeira.
É quem não liga se o cabelo tá bagunçado ou se a roupa não combina, quem daria o próprio braço se for isso que um amigo precisa. Sagitário é quem entende que o mundo é grande demais pra gente se prender nos arredores de casa e sai andando por aí, procurando qualquer canto pra ouvir mais uma história.
É o pé inquieto que dança num show e o pé quente embaixo das cobertas na mesma noite. É a imaginação que vai até o céu e sabe exatamente quais caminhos percorrer pra chegar até lá. Sol em sagitário é o sorriso no rosto, a simpatia estampada e a alma lavada de quem sabe que os dias ruins têm fim – e os bons também. Teimosia infinita, indecisão muito convicta e um paradoxo atrás do outro.
Se você acha que conhece alguém livre, espere até um sagitariano aparecer. Se você pensa que já conheceu alguém comunicativo, vá atrás de um sagitariano apaixonado por qualquer coisa: brilho no olho e muita tagarelice vão acontecer. Muita. A gente fala demais. Dá risada de qualquer coisa. Vê o lado bom da vida e vê o ruim também – só não se prende a nenhum dos dois. Quase utópico, se não fosse tudo muito bem premeditado pela sagacidade desse signo.
Quem diz que sagitariano não se apega não conhece um que se apaixonou. A gente vive o amor em cada átomo do corpo e leva a fidelidade e o companheirismo muito a sério. Se não for pra ser tudo, não precisa ser.
Só não tenta prender. A gente dá risada da vida, dança com ela e com certeza vai ser uma delícia de companhia pra qualquer programa que você quiser imaginar. Só não pense que funcionaremos num esquema de quadradismos afetivos. A gente funciona na espontaneidade da onda do mar que quebra e leva tudo o que vê pela frente: às vezes, o equilíbrio. Nem sempre é preciso tê-lo. Excessos fazem bem. É bom levar um caldo. Ainda mais se você gostar da vida como os sagitarianos gostam. E é assim que funciona: quem quiser andar junto, vive comigo ou me deixa viver! Vamo?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog é bem old fashion. Tem rede de boomer, rede de millennial, rede de Z. Haja rede pra tanta conversa.